_Bits with anxiety disorder

About RSS
Apr 15, 2010 | #kde-lovelace #akademy #developers #kde #lovelace #promo

Lovelace feelings

Um dos pontos bacanas do Akademy foi que, além de poder socializar com quem eu conhecia só por e-mail, também descobri que extreme programming realmente funciona, o que rendeu o início de um jogo de cartas (Bohnanza) para o KDE (idéia do Tomaz). Agora os planos é de deixar o projeto disponível no gitorious.org para concluirmos o joguinho, que com certeza vai servir de estudo para o Grupo (eu, Francisco, Taiane, Vitor e quem mais quiser colaborar) aprimorar os conhecimentos em Qt.

O trabalho rendeu muito mais do que se tivessemos ficado em casa programando/estudando sozinhos. E também planejei, junto com Aracele, Taiane, Yasmin, Jordana e Amanda, sobre a criação de um grupo de Mulheres (usuárias/desenvolvedoras) dentro do KDE, para  reunirmos as que  estão "perdidas" por aí.

Então criamos o KDE Lovelace - kdelovelace.wordpress.com.

O grupo está começando com os colaboradoras da promo-kde e programadoras que desejam usar seu tempo livre para ajudar a KDE, e para ajudar os novatos que não sabem como começar. A idéia é que o grupo cresça entre usuários novatos e experientes para alavancarmos o KDE no Brasil e em todo lugar. O espaço é feito por mulheres, para que elas se sintam a vontade emcompartilhar as suas experiências, o que elas tem feito pelo software livre ou compartilhar as suas dúvidas em como podem começar a ajudar, sem que escutem piadas machistas. Não estamos aqui para tentar provar que a mulher é melhor do homem, mas simplesmente para ajudar e reunir mais meninas para o projeto, de uma maneira amistosa, não importando o que você tem entre as pernas.

Como queremos fazer isso? Mostrando que lugar de mulher é em TI, através do blog, palestras em eventos da comunidade, em eventos (como Akademy) e através de redes sociais como identi.ca / twitter - @kdelovelace (nos sigam!).

Dentro do projeto KDE, temos uma quantidade considerável de mulher, e muito bem tratadas, mas poucos sabem sobre suas atividades e contribuições para o software livre. Aqui vamos mostrar o que os veteranos têm feito e como os novatos podem se tornar contribuidoras ativas.